Torta Rústica de Pêssego, Alecrim e Limão (Y. Ottolenghi)

160

Cenas da vida

Minhas pequenas excursões pela gastronomia de Ottolenghi continuam a me encantar e surpreender. Eu comecei a ouvir falar deste chef há alguns anos, e desde então fiquei completamente viciada. Sabores diferentes, combinações originais, um toque oriental… em suma, eu adoro sua cozinha! Tenho também a sorte de ter acesso aos seus lançamentos na biblioteca do meu bairro. É um sonho! E sim, sou uma fã de biblioteca… concordamos que se eu comprasse todos os livros de culinária que gosto [e de leitura em geral] não teria espaço suficiente para armazená-los em casa, sem falar no custo que isso representaria. Por isso, passo regularmente horas na biblioteca folheando e consultando os livros do Sr. Ottolenghi, e muitos outros, é claro.

Você também pode encontrar muitas de suas receitas nos blogs [Ottolenghi é um verdadeiro querido dos blogueiros culinários], mas também diretamente em seu site. As receitas estão em inglês, mas não há nada muito complicado, e para aqueles que realmente não estão à vontade, o “Google Tradutor” se tornará seu melhor aliado.

Minha única ressalva com a pâtisserie do Ottolenghi é a quantidade de açúcar! Quando eu vejo as proporções nas receitas, tenho um ataque. Em média, diminuo a quantidade de açúcar em um terço ou até a metade. Mas, caso contrário, sigo as instruções do mestre…

Torta de pêssegos, alecrim e limão (Ottolenghi)

Sobre a Torta rústica de pêssegos, alecrim e limão

Então, foi no site do Ottolenghi que encontrei sua receita de torta de pêssego, alecrim e limão. Você provavelmente a viu nas redes sociais alguns anos atrás, esta torta foi muito popular. E por uma boa razão, ela é realmente divina. Trata-se de uma simples torta de frutas, bem simples, mas a adição de alecrim faz toda a diferença. E mais, aquele xaropinho de pêssego com alecrim e limão, que delícia. Dizemos muitas vezes que as melhores coisas são as mais simples, e esta torta rústica é a prova disso. Eu a faço todos os verões nos últimos 3 anos e ninguém jamais reclamou, para dizer a verdade: me pedem todos os anos assim que os pêssegos começam a aparecer no mercado… Você vai precisar de uma massa folhada, que você é livre para preparar ou comprar. Pessoalmente, eu faço uma massa folhada rápida, para este tipo de receita eu considero bem conveniente. Quanto ao resto, eu sigo a receita, com micro trocas: um pouco mais de pêssegos, um pouco menos de açúcar e sem manteiga sobre as frutas, mas é só isso. Oh, e nada de chantili para acompanhar, acho que esta torta sozinha é suficiente, mas se você estiver interessado, clique no link acima e terá todos os detalhes para prepará-la.

Minhas sugestões

Dê uma olhada também em minha torta de limão. Refrescante e cheia de acidez com sua coalhada de limão.

Tarte aux pêches, romarin et citron vert (Ottolenghi)

Torta de Pêssegos, Alecrim e Limão (Ottolenghi)

Uma torta simplesmente deliciosa
Course: Tortas
Keyword: Alecrim, Limao, Ottolenghi, Pêssegos, Torta
Portions 6 pessoas
Prep Time: 20 minutes
Temps de repos: 1 hour
Tempo de cozimento: 40 minutes
Print Recipe

Ingredients

  • 1 massa folhada caseira ou industrializada
  • 500 g de pêssegos (cerca de 4 belos pêssegos sem caroços) cortados em lâminas
  • 2 limões
  • 50 g de açúcar + 2 colheres de sopa
  • 2 ramos de alecrim + 1/2 colher de café de alecrim solto
  • 1 ovo levemente batido
  • 1/4 colher de café de amido de milho (Maizena)

Instructions

  • Retire a casca de 1 dos limões (em pedaços grandes). Descasque o outro limão e esprema o suco.
  • Em uma saladeira, misture 50g de açúcar e o suco de 1 limão. Adicione as lâminas de pêssego, os ramos de alecrim e as cascas de limão. Cubra com filme plástico e deixe marinar entre 1 a 2 horas (no mínimo 40 minutos).

Pré-aqueça seu forno a 180°C (350°F)

  • Escorra os pêssegos e recupere o suco, reserve.
  • Abra a massa folhada sobre uma superfície de trabalho enfarinhada. Forme um disco de cerca de 26 cm de diâmetro e 0,5 cm de espessura (eu faço a olho), e transfira para uma assadeira recoberta com papel manteiga.
  • Distribua as lâminas de pêssego sobre a superfície da massa, deixando uma pequena borda em todas as direções (cerca de 5-6 cm). Rebata as bordas sobre os pêssegos.
  • Pincele a massa com ovo batido e polvilhe com 1 a 2 colheres de sopa de açúcar. Asse ao forno por 20 minutos.
  • Durante este período, misture o amido de milho ao suco de pêssego em uma panela. Leve à fervura e deixe reduzir até obter uma consistência de xarope (como mel).
  • Retire a torta do forno, espalhe o xarope sobre as frutas e polvilho o alecrim solto. (este é também o momento no qual Ottolenghi coloca os cubos de manteiga sobre as frutas, mas deixo passar).
  • Retorne ao forno por 15 minutos. Deixe esfriar e saboreie.

Notes

Vous pouvez aussi faire la tarte en format individuel. Dans ce cas je ne laisse pas de bordure (et donc pas besoin d’oeuf ni de saupoudrer de sucre) et je recouvre de pêches en forme de rosace.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recipe Rating




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close
De L'Amour en Cocotte Copyright 2023. Tous droits réservés.
Close